Richard Burton

 

 

Sir Richard Francis Burton

 

"Meu velho anseio pelos prazeres da vida nas matas distantes - a solidão - pesou forte sobre mim. Suspirava impaciente para ficar novamente longe dos meus semelhantes, por assim dizer - para mais uma vez ficar frente a frente com a natureza. Esse alimento da alma, como dizem os árabes é o verdadeiro antídoto da entourage¹ de cada um, dos efeitos perniciosos da época e da raça do indivíduo, e ele é generoso para quem deseja pensar com a própria cabeça."

 

Escreveu Richard Francis Burton em sua viagem de 2 mil quilômetros descendo o rio São Francisco num ajoujo² alugado. Depois de ir até Morro Velho em Minas Gerais para procurar ouro, Burton fez provavelmente a sua última aventura.

 

Depois de fazer a peregrinação a Meca e Medina e de duas expedições às nascentes do Nilo, o velho explorador que viveu muitas vidas, explorou as margens do Velho Chico se despedindo de sua vida de aventuras.

 

Em busca de ouro e diamante, Burton acabou fazendo uma pesquisa importante e revelando informações geográficas e culturais da bacia do rio São Francisco. O resultado desse trabalho é comentado por ele mesmo em seu livro sobre sua passagem pelo Brasil como cônsul inglês.

 

"... quando minha previsão sobre sua futura grandeza tiver se justificado, quando o viajante puder comparar o Presente dele com o meu passado, e então encontrar um outro critério para avaliar a marcha do Progresso, à medida que ele avança, e deve avançar a largos passos, na Terra do Cruzeiro do Sul."

 

A vida de Sir Richard Francis Burton faz qualquer um que se ache aventureiro um medroso.

 

 


 

INICIAL | O PARQUE | O RIO  | HOSPEDAGEM | ALIMENTAÇÃO | COMO CHEGAR

   GEOGRAFIA | NOTÍCIAS | IMAGENS | CONTATO

 contato@canastra.com.br

 


Criação: 15/10/2010
Atualizada em 28/12/2010


© 2010-2010  Tamanduá Ecoturismo Ltda.  Todos os direitos reservados

 

by Anael de Souza & Maurício Costa
contato@canastra.com.br